Unicamp apresenta simuladores 3D em evento na Faculdade de Ciências Médicas

0

A Unicamp, uma das universidades convocadas para prestar esclarecimentos na CPI de Maus Tratos Contra Animais da Alesp – Assembleia Legislativa de SP, sobre uso de cobaias no ensino, aproveitou o 11º Congresso Paulista de Educação Médica, realizado de 19 a 21 de abril, para apresentar a professores e alunos simuladores em 3D para serem usados em diversos treinamentos médicos.

O evento foi realizado na Faculdade de Ciências Médicas e contou com  simulação realística no atendimento de diversos tipos de urgências: Emergência clínica / Cardiologia, Pediatria e Obstetrícia. O simulador 3D de anatomia da empresa Csanmek, apresentado no evento, é um método alternativo ao uso de cadáveres em cursos de medicina e veterinária. A plataforma funciona como uma mesa que exibe modelos tridimensionais altamente detalhados e anatomicamente corretos de todos os sistemas do corpo humano para treinamento de cirurgias virtuais.

A plataforma possui ainda uma ferramenta de integração entre hospitais e salas de aula e oferece aos alunos a possibilidade de estudar casos clínicos e exames reais de pacientes, pois permite que os professores convertam tomografias e ressonâncias magnéticas em 3D, com acesso total e irrestrito a anatomia real.

Também utiliza algumas linhas de atlas anatômicos e fisiológicos, com mais de 5 mil estruturas anatômicas identificas, incluindo todos os órgãos e sistemas do corpo masculino e feminino, e pode ser usada em cursos de medicina, veterinária e demais áreas da saúde.

Entre as instituições brasileiras que possuem a tecnologia estão Faculdade das Américas (FAM), a Universidade de de São Caetano do Sul (São Paulo e São Caetano), a Uninove (5 unidades), a São Leopoldo Mandic (Araras e Campinas), uma das principais faculdades de medicina do Brasil, a Universidade Guanambi (Bahia) e a Faculdade Claretiano.

Compartilhar

Deixe um comentário