Os métodos substitutivos são mais eficazes e não desumanizam os alunos

0

É o que diz Silvana Andrade, jornalista, fundadora e diretora da ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais. O portal defende o fim das cobaias no ensino e também na pesquisa científica desde seu lançamento, em 2007:  “Não existem justificativas éticas ou do ponto de vista tecnológico para que as escolas e universidades continuem usando ou, eu diria, abusando de animais em salas de aula. Já há bastante tempo temos métodos substitutivos para 100% dos procedimentos feitos pelas universidades. São métodos mais eficazes e que não desumanizam os alunos. Não precisamos de médicos, veterinários, biólogos, enfim, de qualquer profissional desumanizado. E isso é tendência. Já é realizada nas maiores universidades do mundo inteiro a abolição do uso de animais”, comenta.

Ela também fala do veto ao PL 706: “Fico muito triste que SP esteja ainda no tempo do obscurantismo, insistindo nesses métodos que além de não formar do modo mais ético e com a qualidade que a gente espera dos profissionais, vai na contramão de tudo que está acontecendo no mundo. E o governador Alckmin, de uma forma autoritária, não ouviu o clamor da nossa sociedade. Se ele tivesse a sensibilidade de um governante que tem a responsabilidade de atender aos anseios da população, ele teria aprovado esse projeto que pode contribuir não só para SP, como também para o Brasil. Parabéns ao deputado Feliciano”.

Compartilhar

Deixe um comentário