Novo iPad permite dissecar sapos

0

Apple anuncia iPad mais barato, voltado para alunos e professores

Patrícia GnipperMarch 27, 2018

Custando apenas US$ 299 para estudantes, e US$ 329 para os demais consumidores, o novo iPad da Apple chega nesta terça-feira (27) com tela de 9,7 polegadas e é o tablet mais acessível da linha atual de produtos da Maçã. Voltado para o meio educativo, incluindo alunos e professores, o gadget chega recheado de apps e serviços de ponta para revolucionar o ensino.

Com suporte para a Apple Pencil, o novo iPad educativo conta com Touch ID, câmera HD para o FaceTime, bateria com 10 horas de autonomia, câmera traseira de 8 megapixels, processador A10 Fusion, GPS e opção com conectividade LTE.

E, ainda que o conjunto do iPad com a Apple Pencil acabe custando cerca de US$ 450 nos EUA (mais caro do que muitos modelos do Chromebook), a novidade é atrativa por conta dos apps nativos que a Apple preparou ou aprimorou para o lançamento.

No palco, Greg Joswiak, vice-presidente de marketing de produtos da companhia, revelou que já existem 200 mil apps voltados exclusivamente para a educação e que, até então, o iPad mais popular era o modelo de 9,7 polegadas. Por esse motivo a Maçã decidiu manter as proporções neste lançamento, trazendo o suporte à Apple Pencil e as novidades para alunos e professores.

iWork reformulado com Apple Pencil

O lançamento traz novas versões do Pages, Numbers e Keynote, tudo com suporte à canetinha, que torna possível desenhar em documentos, fazer anotações à mão e compartilhá-las com toda a turma. E um novo recurso do Pages é o “Smart Annotation”, ainda em desenvolvimento, mas cujo lançamento acontecerá em breve.

Ele permite que o professor faça anotações à mão em um documento do Pages, que automaticamente aparecem para os alunos que fazem parte do projeto. Ainda, há o Digital Books: o professor pode criar e-books fácil e rapidamente para ensinar ainda mais conhecimentos a seus alunos. Templates pré-configurados são oferecidos na hora de começar a criar o livro, e o conteúdo é trazido pelo que for salvo no Pages.

(Foto: The Verge)
(Foto: The Verge)

Foto: Canaltech

A Apple também anunciou que estudantes que adquirirem o novo iPad educativo terão 200 GB de espaço no iCloud (muito mais do que os 5 GB oferecidos tradicionalmente sem custos), fazendo com que seja possível armazenar ainda mais arquivos, incluindo os trabalhos escolares, na nuvem.

Realidade aumentada

Naturalmente, a realidade aumentada faria parte dessa onda de novidades para o universo educativo. A ideia da Apple, aqui, é que os alunos aprendam ainda mais com esta tecnologia, podendo explorar coisas que não conseguiriam de dentro da sala de aula, mas sem precisar fazer excursões para tal.

Um dos apps de RA que chegam com o novo iPad se chama Froggipedia. Em vez de dissecar um sapo de verdade no laboratório da escola (experiência essa que pode ser traumática para muitas crianças), o app permite que tudo seja feito com toques de realismo por meio da realidade aumentada – usando a Apple Pencil, claro.

(Foto: The Verge)
(Foto: The Verge)

Foto: Canaltech

Acessórios de terceiros

Além da Apple Pencil, oficial da Maçã, outros acessórios de terceiros também foram anunciados para potencializar o uso do novo iPad. É o caso, por exemplo, da caneta alternativa da Logitech, a Crayon, que custa somente US$ 49 (enquanto a Apple Pencil sai por US$ 99 nos EUA). O acessório também pode ser comprado junto com uma case e um teclado físico, também da linha Crayon da Logitech, cujos preços ainda não foram revelados.

(Foto: The Verge)
(Foto: The Verge)

Foto: Canaltech

Classroom para Macs e Schoolwork para iOS

Outra novidade anunciada no palco do evento desta terça-feira (27) foi a chegada do app Classroom para o Mac, além de um app baseado em nuvem para o iOS chamado Schoolwork. O primeiro, que já faz parte do iOS 11.3 e chega ao macOS em junho, permite que professores monitorem e controlem os iPads dos alunos remotamente, desde que tudo esteja devidamente sincronizado.

Já o Schoolwork serve para compartilhar tarefas, apps e informar o andamento de projetos entre alunos e professores. Com ele, os mestres conseguem criar folhetos com documentos, PDFs e links e rapidamente enviar tudo para os alunos da classe, tudo isso de um jeito tão fácil quanto enviar um e-mail. O app também permite que o professor acompanhe o progresso de um aluno na execução de determinada tarefa. Esta novidade também será lançada em junho, junto com o Classroom para o macOS.

(Foto: The Verge)
(Foto: The Verge)

Foto: Canaltech

Treinamento para professores

Por fim, também foi anunciado o Apple Teacher, plataforma online da Maçã que usa gamificação para uma experiência de aprendizado aprimorada. Professores podem, com o serviço, aprender e melhorar seus conhecimentos e até mesmo aprender programação em um nível suficiente para sua área de atuação – tudo isso usando os produtos da Apple, claro.

O novo iPad de 9,7 polegadas da Apple já está à venda na loja virtual internacional da empresa. Por enquanto, ainda não sabemos quando a novidade embarca oficialmente aqui no Brasil, tampouco o preço que será cobrado no mercado nacional.

Canaltech Canaltech
Compartilhar

Deixe um comentário