Já é hora da renovação dos métodos de ensino nas universidades brasileiras

0

Alexandre Terreri, diretor da Faos – Federação das Organizações Não Governamentais, fala sobre o uso de animais no ensino:

“O simples fato de causar sofrimento aos animais, já é suficiente para eu ser contrário ao seu uso no ensino! Há também o fato da existência de diversos métodos substitutivos que proporcionam um aprendizado de qualidade até melhor do que o uso dos animais, por permitir a incessante repetição do procedimento, e a recomendação dessa substituição pelos mais renomados cientistas, além da bem-sucedida adoção desses métodos em diversas instituições de ensino brasileiras e de outros países. O veto do governador de SP ao PL 706, que restringe o uso de animais no ensino, contraria todos os argumentos lógicos, a opinião de especialistas e a vontade da população, amplamente expressa, inclusive através de seus representantes no parlamento, apenas para atender ao pedido de 3 universidades USP, Unicamp e Unesp), sem razões claras ou aceitáveis.Já é passada a hora de lutarmos no Brasil por um ciência ética e moderna e da renovação dos métodos de ensino nas universidades brasileiras!”

 

Compartilhar

Deixe um comentário